24°C 31°C
Macapá, AP
Publicidade

Mais de 90 policiais militares foram habilitados a patente oficial

Cerimônia marcou o fim dos cursos de habilitação em profissionais Especiais e Administrativos.

11/07/2024 às 08h00 Atualizada em 11/07/2024 às 08h48
Por: Redação
Compartilhe:
Cursos possuem carga horária de 516 horas-aulas, divididas em seis áreas temáticas | Foto: Netto Lacerda/GEA e Arquivo pessoal
Cursos possuem carga horária de 516 horas-aulas, divididas em seis áreas temáticas | Foto: Netto Lacerda/GEA e Arquivo pessoal

Reforçando o compromisso com a segurança pública, o Governo do Amapá ascendeu 93 policiais militares à categoria de oficiais. A cerimônia foi realizada na segunda-feira, 8, no Centro de Música Walkíria Lima, e celebrou o fim dos cursos de habilitação em profissionais Especiais e Administrativos.

Continua após a publicidade
Anúncio

As capacitações iniciaram no mês de março, e buscam habilitar subtenentes aos quadros da Polícia Militar para desenvolverem o exercício das atribuições de oficiais. Os cursos possuem carga horária de 516 horas-aulas, divididas em seis áreas temáticas.

O comandante-geral da Polícia Militar do Amapá, coronel Costa Júnior, ressaltou que o curso reforça as áreas operacionais e administrativas que necessitam de profissionais especializados na Segurança Pública.

“Para nós, enquanto instituição, essa qualificação é um avanço muito importante para o trabalho da Polícia Militar. Com a ação, os novos oficiais passam a serem encarregados de inquéritos, comando de sessões, tropas e pelotão”, explicou Júnior.

No curso de formação, os profissionais recebem instruções sobre legislação, administração, situações de conflitos, aprimoramento de habilidades relacionadas à comunicação e trabalho em equipe para proporcionar melhoria e qualidade da prestação do serviço público.

Entre os formandos, está a subtenente Márcia de Souza. A nova oficial conquistou o 1º lugar no Curso Administrativo, e destacou que alcançar esse posto é um sentimento de honra e orgulho.

“É um sentimento de honra e muito orgulho, agradeço a oportunidade de poder ascender profissionalmente e contribuir com a minha instituição e com a sociedade amapaense. Foram três meses aprendendo os conhecimentos necessários para exercer o oficialato, e agora teremos a missão de coordenar e comandar, visando servir e proteger a nossa sociedade”, ressaltou Márcia.

No curso de Oficiais Especiais, a policial militar Lisbetânia Rocha garantiu a aprovação no topo do certame. Ela frisou a importância do curso para crescer na categoria profissional.

“Esse é um momento de muita gratidão e emoção, pois os cursos trazem a possibilidade de ascensão ao oficialato, um posto muito almejado e esperado por todos. É uma transição do quadro de Praças para o quadro de Oficial, e adquirimos conhecimentos e habilidades que todos necessitam ter para um bom desempenho das atividades”, ressaltou Lisbetânia.

Ao final da cerimônia, foram entregues os certificados aos formandos e a Medalha do Mérito Intelectual “Alexandre José Barbosa Lima Sobrinho” para as primeiras colocações dos certames. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.